Menu

Era uma vez primavera

6 de setembro de 2013

Não era tão complicado assim meu rapaz, eu bem que lhe avisei que eu era meio torta e fora dos padrões, mas a vossa pessoa zombou de mim  e como em súplica garantiu-me de que saberia navegar nesse mar desconhecido que eu era. Não conto-lhes uma história de conto de fadas, ela é bem real, foi entre uma flor e um jardineiro bronco e teimoso.

Avisei, só Deus sabe o quanto lhe mandei sinais e pistas com oque teria que lidar, mas esquecestes do mais importante, no final do bilhete que lhe enviei estava escrito: ''Cuide-me bem, assim minhas pétalas permanecerão no lugar,e tudo seria bonito''. Era simples e fácil de entender não era? Porque ousastes agir de forma contrária?

Não fui feita pra ser criada em gaiola moço, tenho alma de flor e asas de passarinho, só precisava ser constantemente bem amada, regada, a base de sombra e brisa doce. Como chuva em fora de época, batestes em retirada, logo quando estava prestes a me render e acreditar que a nossa história valia a pena. 

Vi pedaços de mim caídos por todos os cômodos da casa, que covardia a sua, prometer algo tão bom e grande, mas no final das contas... Não lhe culpo, provavelmente não tinhas muiteza suficiente para isso, talvez lhe faltasse talento, afinal, nem todo mundo consegue ler e interpretar bem os manuais que são dados por mim.

Eu só precisava de aconchego meu moço! Por Deus, por que tanta teimosia? E mais uma vez eu repito, eu bem que lhe avisei. Tento refazer-me, regar-me outra vez, mesmo que seja com lágrimas, preciso deixar as queixas de lado. Não posso lamentar essa perda pelo resto da vida, as vezes bem que queria, mas não posso, zé. 

Tu me tornastes primavera quando tudo era frígido, agradeço-lhe por isso, e apesar de sua desistência desejo que tudo floresça em sua vida, talvez assim, em cada flor que brotar em seu caminho tu possas se lembrar de mim.

Sou feita de pedaços, de poesia, de água e boa brisa, vou cicatrizar moço meu, ficarei bem, mesmo desejando que voltes, me cubra de flores e faça de mim sua primavera.

Autoria: Hadassa Gomes da Fonseca
Blog: Vivendo Entre Aspas

9 comentários

  1. Ei flor, obrigada pela oportunidade e pelo carinho,fico muito feliz de ter um texto meu aqui no seu blog.
    Um beijo *-*

    ResponderExcluir
  2. Olá querida! Gostei do blog e já estou seguindo! Visita o meu, visita? cantinhodemeninavaidosa.blogspot.com/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Que texto mais apaixonante *-*
    Amei a escolha das palavras a divisão dos paragrafos e a forma com que a Hadassa transmitiu seus sentimentos em palavras.

    Seguindo pelo projeto #CartaSemFlash
    Beijão
    http://www.cappuccinoebobagens.com/

    ResponderExcluir
  4. Que lindo texto, gostei muito!

    seguindo pelo projeto "Com amor, por favor, sem flash" (:

    Beijos,
    www.fashionebella.com.br

    ResponderExcluir
  5. Obrigada meninas, a Hadassa escreve muito bem mesmo! Estou seguindo vocês pelo projeto também. Um beijo!
    <3

    ResponderExcluir
  6. Olá vim do grupo com amor, por favor, sem flash,
    já estou seguindo.
    Voltarei com mais calma.  
    Beijos e abraços com muito carinho.
    Blog--Sempre Bella
    http://sabrinielo.blogspot.com/

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.